Você tem dinheiro? O governo está interessado.

Receita aperta o cerco aos mais ricos do País.

Depois de pôr as grandes empresas na mira, a Receita Federal vai criar uma delegacia especial para fiscalizar os maiores contribuintes pessoas físicas do País.

O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, disse que 6,6 mil contribuintes, entre eles grandes empresários, artistas, esportistas e profissionais liberais, já foram selecionados para a fiscalização.

São os brasileiros mais ricos aqueles que ganham mais de R$ 1 milhão por ano, em média R$ 83,3 mil mensais.

A nova unidade do Fisco vai trabalhar com as duas delegacias especiais de fiscalização dos grandes contribuintes pessoas jurídicas (com faturamento anual superior a R$ 60 milhões), criadas no Rio de Janeiro e em São Paulo, que entrarão em pleno funcionamento em agosto.

A expectativa do secretário é que a delegacia para as pessoas físicas esteja funcionando em novembro. Até lá, os fiscais vão fazer cruzamentos mais sofisticados de dados desse grupo inicial de pessoas selecionadas com informações sobre evolução patrimonial e também das empresas nas quais esses contribuintes têm participação societária.

Segundo Cartaxo, a Receita reestruturou o programa de fiscalização e para isso treinou 360 fiscais – os mais experientes – para serem especialistas em cruzamento de dados digitais e seleção de contribuintes.

Outros 2,4 mil foram treinados para trabalhar com auditoria digital.

“Queremos alcançar não só quem tem altos rendimentos, como também quem tem grande patrimônio”, explicou.

Resumindo: eles tiram o seu couro para transformar em bolsas para as famílias.

Deixe uma resposta